Saiba porque é importante fazer a escritura da compra de um imóvel

Para comprar um imóvel, não basta apenas encontrar o apartamento ou a casa dos sonhos e negociar com o proprietário. Alguns aspectos ao longo do processo, como a escritura, são essenciais para que a negociação seja concluída com sucesso, evitando que cause transtornos no futuro. A escritura do imóvel é o documento que garante a validade jurídica do negócio e o direito à propriedade. 


Mas, antes de tudo é importante fazer um levantamento da situação do imóvel. Nesta fase, é preciso analisar o histórico, tirar certidões, saber se há débitos, verificar se existe algum processo ajuizado, se existe alguma multa a propriedade. Todas as informações devem ser levantadas para que não haja nenhuma surpresa depois.


O comprador deve estar ciente também que não é apenas o custo do imóvel que ele terá de desembolsar ao fazer a compra. Muitos não sabem que além do gasto com a aquisição há também as taxas cartoriais e o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis). E é fundamental saber não apenas o valor do imóvel como também a avaliação que a prefeitura do município atribui ao imóvel que pode ser maior e irá recair sobre o ITBI.


Com tantos gastos para dar conta, muitos compradores acabam adiando a escrituração porque imaginam que basta ter o contrato de compra e venda assinado. Muitos desconhecem que a escritura é o documento capaz de evitar qualquer tipo de problema futuro. Os reflexos de ter a escritura são mais importantes do que a finalidade dela porque, com ela, o comprador passa a ter direito real sobre o bem e o direito à propriedade é incontestável. Ele tem o domínio e a posse e, por consequência, a propriedade. Ou seja, a importância de ter a escritura se dá muito pelo que ela impede, já que se não tiver o documento, em alguns casos, pode ter dores de cabeça no futuro.

A escritura torna a negociação pública e ninguém poderá se opor a qualquer tipo de direito real sobre a propriedade porque há conhecimento de domínio público sobre o bem.

Para dar entrada na escritura, é preciso ir até a um cartório, solicitar os custos e a documentação necessária. Certidões serão solicitadas e, por isso, a importância da análise prévia do imóvel. Será preciso pagar o ITBI. Quitados todos os encargos, a escritura será lavrada e, depois de assinada pelas duas partes e pelo tabelião, deverá ser registrada na matrícula do imóvel no registro de imóveis. O registro na matrícula é o momento que se dá a propriedade do imóvel ao comprador em definitivo e com isso ele poderá dormir tranquilo sabendo que o imóvel é seu! Fonte: Portal Zap